Coleta de Resíduos Sólidos Comuns


Trata-se do recolhimento e transporte, até o destino final, do resíduo sólido comum gerado nas residências, estabelecimentos comerciais, públicos, institucionais e de prestação de serviços.

É realizada, diariamente, no centro, e, três vezes por semana nos bairros, conforme a setorização de cada região.

Coleta de Resíduos Recicláveis


Conhecida como coleta seletiva, consiste no recolhimento dos resíduos recicláveis.

A coleta é realizada por veículo especialmente adaptado e identificado. Todo resíduo coletado é encaminhado para uma cooperativa de reciclagem. A determinação dos locais de entrega dos resíduos recicláveis é feita pelo Município.

A coleta é realizada uma vez por semana.

A colaboração da comunidade é fundamental, pois a separação dos resíduos recicláveis resulta em benefícios, como a redução de resíduos a serem dispostos em aterro sanitário, redução de extração de recursos naturais e consequente melhoria para o meio ambiente.

Coleta de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde


É um serviço diferenciado de recolhimento de animais mortos de pequeno porte e de resíduos sólidos de serviços de saúde, gerados em locais de atendimento à saúde (hospitais, postos de saúde, clínicas médicas, veterinárias e odontológicas, laboratórios e outros do gênero).

A coleta é diária em hospitais e alternada nos demais estabelecimentos, conforme roteiros que foram preestabelecidos considerando a necessidade de cada estabelecimento.

Varrição Manual de Vias Urbanas Pavimentadas

É a ação de varrer e ensacar todos os resíduos, tais como papéis, plásticos, folhas secas e flores presentes em calçadas próximas ao meio-fio e canteiros centrais não ajardinados. Também inclui a substituição de embalagens plásticas das lixeiras e contentores fixos de resíduos.
A varrição é realizada, diariamente, no centro e nas avenidas principais.
Nas demais vias, de acordo com a definição municipal, a varrição é realizada duas vezes por semana.

Capina Mecanizada de vias urbanas pavimentadas

Realiza-se a capina mecanizada em todas as vias pavimentadas, dotadas de meio-fio, utilizando-se duas máquinas denominadas capinadeira e varredora.
Os equipamentos possuem dispositivo hidráulico para viabilizar o acionamento das escovas, que removem efetivamente os sedimentos e a vegetação presentes nas sarjetas.
A equipe, composta por funcionários, veículos, equipamentos e ferramentas adequadas, acompanha a capinadeira e varredora, complementando as atividades e realizando o acabamento do serviço.

Pintura de Meio-fio

O serviço consiste na aplicação de tinta, à base de cal, no meio-fio de vias pavimentadas.

Sistema de Abastecimento de Água

Consiste no conjunto de unidades de captação, adução, tratamento, reservação, recalque e rede de distribuição.

Itajaí possui três unidades de captação e tratamento: uma no Bairro São Roque, nas proximidades do trecho retificado do rio Itajaí-Mirim; uma no Bairro Canhanduba; e outra no Bairro Limoeiro. Também possui vários poços de captação de água, além das unidades de reservação .

A Ambiental é responsável pela operação dessas estações de tratamento de água e pelo controle da qualidade da água produzida nos sistemas de captação, adução, e tratamento e dos poços de abastecimento.

Além disso, a Ambiental executa a manutenção hidráulica e eletromecânica preventiva e corretiva das estações de tratamento de água, das instalações de pressurização (booster) e sistema de distribuição de água. Realiza também a manutenção, limpeza e roçada dos terrenos nas estações de tratamento de água.

Nos reservatórios de água é realizada a instalação, reparo e substituição das tubulações e válvulas, a manutenção das cercas e acessos de entrada e caixas de manobras, além da limpeza e roçada dos terrenos

Nas redes de abastecimento de água são realizados os seguintes serviços:

  • reparo e substituição de tubulações e conexões;
  • escavação para localização da rede, escoramento da vala, reaterro e compactação;
  • reparo de cavaletes e ramais prediais de água;
  • monitoramento da rede de distribuição de água para localizar possíveis perdas;
  • interligação de redes e adutoras de água;
  • ligações novas, cortes e religações de água;
  • deslocamento e substituição de cavalete e ramal predial;
  • vistoria técnica para substituição e instalação de hidrômetros;
  • substituição e instalação de hidrômetro;
  • instalação de hidrante e registros de manobra/descarga;
  • extensão de rede de distribuição de água;
  • repavimentação do local após conclusão do serviço;
  • análises físico-químicas e biológicas para aferição da qualidade da água servida pela rede de abastecimento;

Sistema de Esgotamento Sanitário

Compreende o conjunto de ligações prediais, rede coletora de esgoto, estações elevatórias e estação
de tratamento de esgoto.

Através das ligações prediais as residências são conectadas à rede coletora que conduz o esgoto até às estações elevatórias. Delas, o esgoto é bombeado até á estação de tratamento de esgoto.

A Ambiental executa a manutenção hidráulica e eletromecânica preventiva e corretiva da estação de tratamento de esgoto, das estações de recalque (elevatórias) e sistema de coleta e transporte de esgoto. Realiza, também, a limpeza e roçada dos terrenos dessas instalações.

Nas redes de coleta de esgoto a Ambiental realiza os seguintes serviços:

  • ligações prediais;
  • execução, alteamento/rebaixamento e recuperação de poços de visita;
  • reparos, consertos, desobstruções e limpeza de coletores prediais e caixas de inspeção;
  • escavação, esgotamento, escoramento, reaterro, reparo de ramais prediais de esgoto; e
  • interligação de redes e interceptores de coleta de esgoto.
  • extensão de rede de esgoto; e
  • repavimentação do local após conclusão do serviço.

Nas estações elevatórias de esgoto são realizados os seguintes serviços:

  • verificação de vazamentos e defeitos nas obras civis, tubulações, conexões e equipamentos;
  • manutenção eletromecânica de motores e bombas; e
  • instalação, reparo e substituição de motobombas, tubulações e válvulas.

Nas estações de tratamento de esgoto são realizados os seguintes serviços:

  • operação da estação de tratamento de esgoto;
  • limpeza do gradeamento e caixas de areia e de gordura;
  • verificação de vazamentos e defeitos nas obras civis, tubulações, conexões e equipamentos;
  • manutenção de motores, bombas e sopradores;
  • instalação, reparo e substituição motobombas, tubulações e válvulas;
  • manutenção, limpeza e roçada do terreno; e
  • operação e controle da qualidade do efluente gerado nos sistemas de tratamento de esgoto.

Tratamento e disposição final de resíduos

O tratamento e a disposição final de resíduos são etapas essenciais para diminuir o impacto no meio ambiente e aumentar o bem-estar da população, preservando a saúde pública.

Aterro Sanitário de Itajaí

O Aterro Sanitário é uma técnica de disposição de resíduos sólidos no solo, que, fundamentada em critérios de engenharia e normas técnicas e operacionais específicas, permite, à menor área possível, um confinamento seguro em termos de controle de proteção ambiental e saúde pública.

Destacam-se os seguintes serviços realizados na operação do aterro sanitário:

  • Controle do recebimento de resíduos, pela classificação e pesagem de todos os caminhões que entram no aterro;
  • Descarga dos caminhões, espalhamento e nivelamento dos resíduos com trator de esteiras e compactação com trator compactador;
  • Implantação e ampliação diária de ramais de drenagem de chorume, para coletá-lo na área de depósito e destiná-lo para tratamento;
  • Implantação e ampliação diária da rede de drenos verticais de gases com o objetivo de captá-los e destiná-los à unidade de aproveitamento do biogás, para geração de energia;
  • Cobertura diária dos resíduos com material argiloso, seguido de plantio de grama em leiva;
  • Ampliação e manutenção constante do sistema de drenagem de águas pluviais para diminuir a geração de percolados;
  • Tratamento adequado do chorume por processos físicos, químicos, biológicos e por radiação ultravioleta;
  • Monitoramento quadrimestral da qualidade da água subterrânea da região;
  • Monitoramento mensal das águas superficiais dos rios próximos ao aterro;
  • Monitoramento mensal da qualidade de efluentes antes e depois de cada unidade de tratamento;
  • Monitoramento diário de parâmetros físico-químicos necessários à correta operação do sistema de tratamento;
  • Monitoramento topográfico mensal da estabilidade e do adensamento dos maciços de resíduos;
  • Monitoramento topográfico mensal do volume de lixo disposto para controle, cálculo de massa específica e grau de compactação;
  • Preservação e manutenção das áreas de reserva legal;
  • Impermeabilização total das áreas de depósito e lagoas da estação de tratamento do chorume, pela compactação do solo e da aplicação de materiais geossintéticos;
  • Programa de educação ambiental implementado, que possibilita receber 2 visitas semanais de escolas, cursos técnicos e universidades;
  • Parceria e apoio às Universidades da região para desenvolvimento de pesquisa nas áreas de tratamento e disposição final de resíduos.

Sistema de Tratamento de Líquidos Percolados

Lagoa Reguladora de vazão

Recebe o chorume drenado das áreas de depósito do aterro sanitário para encaminhá-lo ao início do tratamento a uma vazão constante.

Lagoas Anaeróbias I e II

Recebem o efluente da lagoa reguladora e realizam parte do tratamento biológico.

Lodos Ativados

Unidade formada por dois tanques: um de aeração e um decantador.

O tanque de aeração tem a finalidade de desenvolver micro-organismos que tratam o efluente. Para isso recebe oxigênio de sopradores impulsionados por potentes motores.

O decantador favorece a deposição dos sólidos que formam o lodo, contendo os micro-organismos gerados no tanque de aeração. Parte do lodo retorna ao tanque de aeração, potencializando o tratamento, e o restante é destinado aos bags para desidratação.

Tanque de clarificação

Essa unidade trabalha com a sedimentação do restante dos sólidos contidos no efluente, tornando-o o mais clarificado possível.

Tratamento físico-químico

Produtos químicos são acrescentados para auxiliar no tratamento, gerando uma parte líquida e também lodo.

Bags

O lodo gerado no tratamento físico-químico e o lodo descartado do sistema de lodos ativados são encaminhados para desidratação nos bags, espécie de bolsas que separam os sólidos dos líquidos, para posterior descarte no aterro sanitário.

Desinfecção por radiação ultravioleta

Unidade de desinfecção onde os micro-organismos patogênicos são eliminados.

Tratamento e destino final de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde

Por meio de um moderno sistema de tratamento, denominado autoclavação, os resíduos sólidos de serviços de saúde são esterilizados e, na sequência, enviados para disposição final no Aterro Sanitário, como resíduos inertes.

O tratamento é realizado em uma câmara hermeticamente fechada, que trabalha alternando vácuo e alta pressão, com presença de vapor d’água em alta temperatura.

Proporciona a esterilização dos resíduos, eliminando completamente micro-organismos patogênicos.

O sistema não agride o meio ambiente, porque não há emissão de poluentes, além disso, garante a total esterilização dos resíduos.